anthony baldwin (photodharma) wrote in portugues,
anthony baldwin
photodharma
portugues

de novo

Em maio de 2005 eu casei com a minha anja brasileira, e comecei a aprender o português.
Eu escrebi algo parecida a poesia seguinte, mas, o que escrevi foi horrível, pois,
tenho o corrigido, depois que aprender um pouco mais deste idioma tão belo.



Quando eu penso em você,
a lembrança de te abraçar...
de te tocar...
de te beijar...
meu coração está como uma borboleta.
Está livre de novo.
Meu coração, um cativo por tanto tempo nas paredes
feitas por suas própias mãos.
um casulo.
Quando eu era novo, comeu tudo que podía alcançar.
Provei tudo e achei insuficiente,
e na dor de decepção, o coração construiu aquelas paredes.
Dentro, meu coração resisteu um longo, congelado inverno.
Sozinho, nesse sono tão parecido o morte.
Mas você me desperteu o coração,
e derreteu aquelas paredes.
meu coração é como uma borboleta.
Livre de novo.
Cativo somente pela necessidade
para um néctar doce:
Seu beijo.
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
  • 0 comments